quarta-feira, janeiro 27, 2010

"Enquanto houver vida haverá sempre um sinal de esperança"


Composição: Sérgio Britto

Quando não houver saída

Quando não houver mais solução

Ainda há de haver saída

Nenhuma idéia vale uma vida ...

Quando não houver esperança

Quando não restar nem ilusão

Ainda há de haver esperança

Em cada um de nós

Algo de uma criança ...

Enquanto houver sol

Enquanto houver sol

Ainda haverá

Enquanto houver sol

Enquanto houver sol ...

Quando não houver caminho

Mesmo sem amor, sem direção

A sós ninguém está sozinho

Caminhando e

Que se faz o caminho ...

Quando não houver desejo

Quando não restar nem mesmo dor

Ainda há de haver desejo

Em cada um de nós

Aonde Deus colocou ...

Enquanto houver sol

Enquanto houver sol

Ainda haverá

Enquanto houver sol

Enquanto houver sol ...




terça-feira, janeiro 26, 2010

Exemplo de Ceará-mirinense.



Honestidade, profissionalismo e acima de tudo caráter

Resumindo, um exemplo de pessoa!

Cabelos brancos olhar a fitar, paciente, caminha rua a cima, rua a baixo, sempre cumprimentando os amigos, animado e é um ser humano que gosta de ajudar as pessoas, nasceu no mês de Novembro de 1925

Começou a trabalhar muito cedo na prefeitura de Ceará – Mirim, falo de seu Zé

José Silvino de Paula




Respeitado por todos os filhos de Ceará – Mirim é amante desta terra,

Quando falei que faria essa homenagem para ele, o mesmo me disse:

Não precisa não, ninguém esses anos todinho não fizeram, precisa não!

E declamou:

“Ceará – Mirim, cidade Brasileira”

“Ceará – Mirim, do meu coração”

“Ceará – Mirim, da santa padroeira”

“Nossa senhora, da Conceição.”

Ô maravilha!!! (comenta)

Parabéns a esse exemplo de ceará-mirinense.





CARTA A MUCIO VICENTE


Amigo Mucio,

Sabemos como é difícil viver no Brasil quando se é artista. Há tantos trabalhos maravilhosos, bem elaborados e tudo isso passa pela sociedade e, também, pelo produtor de arte, como um sopro, uma brisa suave levada para o mais profundo recanto do esquecimento e da intolerância.

Se queremos ter uma sociedade e uma vida mais interessante, acho fundamental começar a dar mais valor para as artes. Porque? Porque arte faz pensar, melhora o discernimento, emociona. E uma sociedade emocionada talvez faça menos estragos. Emoções elevadas, boas... não provoquem essa avalanche e inconsistência emocional que vemos acometer as pessoas no dia a dia.

A produção de arte, em todas as suas modalidades, é muito importante na construção da cidadania e, também, numa possível e esperada evolução “consciencial”. Estamos parados no tempo! E somos conscientes da inoperância política em relação à valorização da arte.

É preciso considerar o axioma: “água mole em pedra dura, tanto bate até que fura” e, não fugir à luta, não abandonar o barco. Talvez, as artes sejam “tridentes poseidônicos” que precisam ser lançados no céu das preocupações capitalistas e, assim, rompam o véu da ignorância para que a energia solar possa irradiar, através de raios cartárticos, provocando uma cartarse libertadora.

A liberdade da arte está exatamente condicionada ao amor visceral por aquilo que é produzido pelo artista e a energia que impulsiona toda a criação nada mais é do que a certeza do reconhecimento. Daí, concordar com o amigo quando diz que vai partir, no entanto, não é partindo que o problema será solucionado.

Acredito que, apesar da inércia cultural, existam muitas pessoas que admiram os trabalhos produzidos pelos nossos artistas, assim como também, valorizam suas artes, por isso, não podemos responsabilizar a sociedade, nem a cidade que nascemos, vivemos e amamos, pela falta de apoio e reconhecimento do artista. É preciso que a ARTE ressurja das cinzas, como a fênix, e lute por um novo tempo, onde o artista possa ser valorizado e tenha a liberdade de criar de acordo com o seu modo de pensar, acreditar e agir.

O velho adágio: “Saco vazio não se põe em pé” está presente em todos os argumentos e, é certo que a única forma de superar todas as mazelas criadas em torno da desvalorização cultural é buscar outros horizontes cujos caminhos convergem para o sucesso garantido.

É como aquela famosa gaiovata... Voe, voe muito alto... Assim chegará a plenitude e seu brilho será visualizado em muitos horizontes... Até se transformar em uma estrela!!!


VALEU AMIGO!!! SUCESSO!!!

Gibson Machado Alves


Deixa o povo falar!!!!!!!!!!!!


ELIEL SILVA disse...


“Não é só o caldo de cana que o povo ignora nessa cidade não.” (Múcio Vicente) Taí uma frase que há muito eu gostaria de ouvir alguém dizer, e Múcio falou com todas as letras. Como diria o nosso amigo Jorge Oliveira: uma frase óscar! Parabéns, Múcio! Você é um dos meus, que busca valorizar as coisas simples do nosso dia-a-dia, sem precisar puxar o saco de ninguém. Só com a verdade, a pura verdade. (Eliel Silva)

24 de janeiro de 2010 11:46



Ceicinha Câmara disse...

Bom dia , amigo Múcio!
Cá estou para reforçar a sua frase, juntamente com nosso amigo Eliel! Como sabes, estive de férias aí recentemente e como boa conterrânea, tento rever algumas pessoas amigas. Portanto, sou testemunha da receptividade do Caldo de Cana do Sr. Sidrack. Como amiga, que sempre fui e sou, dos seus filhos Tatá e Leilson, sempre que posso, dou uma passadinha no Mercado Público para dar um abraço fraterno nestas pessoas simpáticas! Parabéns pela simples matéria e que deixou-me imensamente feliz! Pois com isso, você está valorizando, de uma forma modesta, as coisas pitorescas da nossa cidade, que muitas vezes passam despercebidas.

Um imenso abraço, desta amiga que admira-te imensamente!

Obs.: Sinto imensa pena de não ter te encontrado pessoalmente desta vez, viu! És um amigo que jamais esqueço!

25 de janeiro de 2010 10:40



Robsomprofessor.blogspot.com disse...

caro ex-aluno diamante lapidado pelas minhas mãos. é um dos poucos programas que eu ainda faço há mais de 25 anos todo sábado ir no mercado e tomar 2 copos de caldo de cana depois de fazer minha feirinha de frutas, é sem dúvida um programaço.

25 de janeiro de 2010 14:55


socorro disse...


Mucio O trabalho está belíssimo, percebo que é feito com muito zelo e carinho.É bonito como vc se refere as pessoas que homenageia, vejo que realmente admira o trabalho e a história de cada uma delas.Vc é um grande artista, um grande profissional e um ser humano brilhante que valoriza pessoas simples e que tem muito a nos oferecer. Grande abraço, Sou sua fã.


João André disse...


AMIGO MUCIO, SE AINDA EXISTE AMOR E COMPREENSÃO ENTRE AS PESSOAS, QUE OLHEM PARA ESTE HOMEM QUE NÃO É SÓ UM EXEMPLO DE CARATER E DIGNIDADE, ELE É ACIMA DE TUDO EXEMPLO DE PERSEVERANÇA E ATITUDE. NO AUGE DOS SEUS MAIS DE OITENTA ANOS, CONTINUA TRABALHANDO PARA NÃO PASSAR NECESSIDADES COM UMA MISERÁVEL APOSENTADORIA. PROVIDENCIEM UM SALÁRIO DIGNO PARA "ZÉ SILVINO" E MANDEM ELE PARA CASA REPOUSAR. NADA MAIS JUSTO PRA QUEM PASSOU A VIDA INTEIRA SERVINDO "CAFEZINHOS" PARA OS PODEROSOS.








sábado, janeiro 23, 2010

Cada um é a delícia de ser o que é!!!



Pão doce com caldo de cana!


Hoje aproveitando que não tive faculdade, fui ao mercado vê os amigos e jogar conversa fora, passei na academia de Silvio Cortez, filosofei um pouco e desci para o mercado central, lá encontrei um amigo paraense, se deliciando com um copo de Caldo de cana e um maravilhoso Pão doce. O mesmo me disse...
 “Se no lugar que eu moro tivesse isso eu morreria de tanto consumir, mas vejo que o povo daqui nem olha”

Eu sorri e pensei com meus botões:

 “Não é só o caldo de cana que o povo ignora nessa cidade não”

Então sentei e me delicie na doçura que o amigo

Sidrack nos proporciona.

Parabéns Sidrack pela tradição

Grande abraço nos seus filhos:

Tatai (Pessoa altamente comunicativa)

E ao meu grande amigo e poeta: Leilson Marques.





Euds Martineri, é artista plástico, cenógrafo, amante das artes e amigo do Múcio Vicente!

Esse Projeto Boca da Noite é muito bom, vale a pena conferir!!!!! Eu vou lá!!!!


Euds Martineri.


sexta-feira, janeiro 22, 2010



Pra você que me pergunta nas ruas
Como vão os trabalhos?
Aqui vai uma dica!
Projeto Boca da Noite.
Uma iniciativa:
Fornalha Pizzaria, Conselho das Cinco Bocas e
Associação cultural Engenho das Artes .

"NUM PERDA"

Depois não diga, que não te avisei !!!!!!!!!!

quinta-feira, janeiro 21, 2010

Comentários a respeito do mestre Luiz de Júlia!

Geilma disse...
Adorei!!!

Mucio vc está de parabéns!!!
Poucas pessoas conseguiram descrever tão bem meu avô!!!Seus pensamentos, suas poesias, suas saudades... vc estava presente a uma figura viva do passado que ainda lamenta muito os amigos que se foram não sabe o qto o deixou feliz pq o q ele mais adora e falar do tempo de um ceará mirim q ja se foi e q ele viveu intensamente!!

Bjos!!! Te admiro muito!!!
21 de janeiro de 2010 19:36

Euds disse...
Ei amigo!!!!! Show essa entrevista com o Sr Luiz. Cara adorei!!! Além de um excelente ator e diretor, você também é jornalista.
Parabéns!!!!!!!!!!!
Euds Martineri
21 de janeiro de 2010 20:08

Academia shaolin de kung fu - brasil disse...
prezado amigo venho atraves deste comentario,
lhe parabénizar pela iniciativa de lembrar
destes quem são verdadeiros tesouros de ceará mirim, esta cidade precisa de mais pessoas como o senhor Luiz de Julia e Etevaldo que tanto fizeram por esta cidade e hoje estão esquecidos pelo tempo e por falta de iniciativa.
Abraço!
21 de janeiro de 2010 20:21


Jadson
Oi, Mucio. Luiz de Júlia é uma pessoa muito querida.

Obrigado por ter citado o meu nome para ele. Dê o

meu abraço e diga pra ele que qualquer dia estarei

em Ceará-Mirim´para abraçá-los.

Um forte abraço.


segunda-feira, janeiro 18, 2010

A nossa cultura está desaparecendo...




Hoje visitei o mestre Luiz de Júlia, achei linda a lucidez, a alegria de viver, as brincadeiras, afinal de contas o mestre não mudou em nada, com exceção dos problemas de saúde que o mesmo vem sofrendo, visivelmente ele sofre um pouco da visão e tem uma voz de difícil entendimento, mas brinca, canta e reafirma que se alguém quiser homenageá-lo que faça em vida, pois quando morto não terá o prazer de gozar desse reconhecimento.


O mestre lembrou-se do meu pai (Parú) do diretor de Teatro, Jadson Queirós, Beiju, Chico Campos, Zé Luiz, Tenente Djalma, Manoel Américo, Amarildo, Beruê e outros.

Quando perguntei sobre as serenatas, respondeu-me:

“As 23h00min o motor parava e as luzes se apagavam, e só acendia no outro dia a boquinha da noite, então quando apagava tudo agente saia fazendo serenata, eu andava com um borná e dentro tinha de tudo; a bebida e a parede. Agente chegava à frente da casa daquela pessoa, botava uma toalha no chão e sobre ela um candeeiro a bebida e a parede e cantava ao som de um afinado violão, mas num demorava muito não, era uns 15 minutos e já ia pra outro canto” Comenta




Mestre Luiz de Júlia deu várias gargalhadas junto comigo e por fim,
interpretou uma composição de sua autoria:

A velhice é uma prostituta covarde

Fui moço fiz o que quis,

Gozei a mocidade,

Fui muito feliz,

Sempre olhando pra frente,

Não sabia de mim,

Se atrás vinha gente.

O tempo foi se passando,

Eu pensava que a vida era assim,

Quando olhei notei

Que a velhice estava bem

Perto de mim. (Safada, covarde...)



“O homem era pra ter cem anos de idade e cinqüenta de vigor”



A velhice chegou a minha casa,

Eu abri a porta ela entrou, (abraço de Tamanduá)

Abraçou-se comigo na hora,

E mandou que a mocidade

Fosse embora.

A mocidade despediu-se de mim,

Deu adeus e saiu mundo a fora,

Eu fiquei com o início do fim

E a bichinha disse ao ir embora,

Ei, ei; fique com sua velhice,

Que ela vai te ensinar o que é caduquice. (Luiz de Júlia)



Frase do mestre:

“Quem quer sossego não procura onda”




Rezadeira

Minha mãe (Gasparina Santos) rezando minha filha (Maria Eloise)



Ia Jesus e José em uma grande romaria,


Dizia Jesus a José: vamos

Dizia José a Jesus: não posso

Dizia Jesus a José que ia curar e rezar

De sol e sereno, pontada, resta lua, (...)
 
(Trecho da Reza)

domingo, janeiro 17, 2010

ETEWALDO SANTIAGO

... A saudade é um sentimento que infelizmente todas as pessoas possuem, ou mesmo que um dia irão possuir. E se não for devido à distância, onde muitas pessoas de separam, por mudarem de cidade, o sentimento chega, até mesmo pela morte. É claro que existem pessoas que possuem mais força, que são mais resistentes a perda de alguém querido, porém o sentimento da saudade continua presente e dói bem no fundo do coração. (Que deus o tenha)


Frase da Artista Plástica Sayonara Montengro ao ator Múcio Vicente!

“A arte, meu caro amigo, é algo que nos registra para a eternidade. Ela é um mapa para aqueles que virão depois de nós.
Somos seres diferenciados!”
Acredite, somos IMORTAIS meu amigo!

Desejo que o sucesso te seja um presente definitivo. Parabéns, o blog está ótimo!

Te adimiro muito.








Aos Artistas.

O artista é aquele
Que derrepente se inspira
Ao ver qualquer coisa
O seu talento vira

Peça, música, tela...
Qualquer arte da vida.

Passa tempo as vezes
Sem criar quase nada
Mas basta está relaxado
A vontade vem danada

Pra fazer qualquer coisa
Parece arte "avexada".

Artista é uma pessoa
Com certeza abençoada
Faz coisas impressiionantes
Com simplicidade danada

Escultura, tela, desenho,
Peça de Teatro apresentada.

José Lemos, Etewaldo,
Múcio Vicente e Edgar,

Euds Martineri e Careca,
Tem muita gente pra falar

A lista é muito grande
Todos do nosso lugar.

O maior de todos
Com talento e louvor
Com inspiração infinita
E coração cheio de amor

Criou a Arte e o Artista
Foi DEUS nosso Senhor.

Abraços Amigos....

Euds Martineri







Na Rua de Luiz de Júlia' numero esquecido, eu morava!

Casa alta, com comercio ao lado!
Perto dali um sapateiro ocupava um cômodo...
Não saia de La'!
Ficava o vendo bater a sola molhada...
Para espichar, dizia,
Observava a mezinha de trabalho, cheia de preguinhos...
Colocava o sapato na forma, e batia com o martelo!
Martelo com a cabeça redonda...
Punha um monte de preguinhos na boca!
Ainda conversava.
Ficava com medo que engolisse...
Esperava pregar todos...
Ficava calado!
Parava de puxar assunto!





Ah que saudades do ilustríssimo Etewaldo, foi uma honra pra mim poder conhecê-lo. Sinto saudades sempre que me deparo com suas obras, não apenas de Ceará-Mirim, como também as de Natal, a de Macaíba. Adorei a homenagem. O blog está ótimo, parabéns!